Loading...

Pesquisar este blog

Páginas

sábado, 4 de setembro de 2010

OMO-OBA SENDO CONTADO EM PROGRAMA DE RÁDIO

O Programa de rádio POVINHO DE KETU, criação e direção geral de Kiusam de Oliveira, terá como um dos quadros, a contação das histórias contidos no livro OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS, indicado para fazer parte dos acervos das escolas públicas do país em 2001 e recomendado pela FNLIJ em 2010. O objetivo do programa é destacar as africanidades brasileiras presentes nas comunidades de terreiro da nação Ketu. com o patrocínio da ARPUB, do MINC e da Petrobrás, Kiusam está se dedicando a selecionar grandes profissionais para atuarem a seu lado. A música tema, composta por ela, com arranjos de William Paiva, será interpretada somente por feras, como: Rita Ribeiro, Mestre Sapopemba, Amélia Cardoso e William Paiva. Convidados especiais serão entrevistados como Babalorixá Rogério d'Oxum, Matilde Ribeiro, Iyá Emília de Oyá, Maria de Lourdes Ventura de Oliveira, entre outros. Apoio da Rádio Scratch, Amélia Cardoso Produções, Casa Zezinho da Umbanda e Kiusam de Oliveira Produções. Uma realização da Zulu Nation Brasil.

OMO-OBA ESTARÁ NAS ESCOLAS PÚBLICAS EM 2011


SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PORTARIA No- 310, DE 5 DE AGOSTO DE 2010

A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA, no uso de suas atribuições, resolve:

Art. 1º Divulgar o resultado da avaliação pedagógica das obras inscritas para o Programa Naciona Biblioteca da Escola/PNBE, conforme EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA INSCRIÇÃO DE OBRAS DE LITERATURA NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO E SELEÇÃO PARA O PROGRAMA NACIONAL BIBLIOTECA DA ESCOLA - PNBE 2011.

Art. 2º As obras selecionadas, contidas na relação anexa a esta Portaria, serão distribuídas às escola públicas federais e das redes de ensino municipais, estaduais e do Distrito Federal que ofereçam os anos finais do ensino fundamental e/ou ensino médio.

Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

MARIA DO PILAR LACERDA ALMEIDA E SILVA

OBRA ESCOLHIDA:

OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS, de KIUSAM DE OLIVEIRA, MAZZA EDIÇÕES, ILUSTRAÇÃO DE JOSIAS MARINHO.


 

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

CURSO GRATUITO DE DANÇA AFRO CONTEMPORÂNEA COM KIUSAM DE OLIVEIRA

INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 11/08


Local: Centro Cultural Nogueira - Rua Marcos Azevedo, 240 - Vila Nogueira - Diadema/SP
Início das aulas: 11/08
Horário: das 19h às 20h
Instrutora: Kiusam de Oliveira
Fone: 4071-9300


*Caso tenha aptidão, poderá receber convite para juntar-se ao nosso grupo "Igbá-Iwà".

domingo, 27 de junho de 2010

KIUSAM DE OLIVEIRA CONVIDADA PELO PROJETO A COR DA CULTURA (CANAL FUTURA/REDE GLOBO/CIDAN/MEC)

A COR DA CULTURA


FORMAÇÃO DOS FORMADORES

Local: Hotel Alpino - Teresópolis (RJ)

Participantes: capacitadores/as das instituições que farão a Capacitação A Cor da Cultura e mobilizadores do Canal Futura (aproximadamente 120 pessoas)


Duração:27 de junho a 3 de julho de 2010

Objetivos:

Formar/Capacitar os capacitadores para implementação/ utilização da sacola a Cor da Culturat.

Destacar a importância política e social do projeto A Cor da Cultura

Apresentar proposta de atividades para a utilização de meios, a partir dos materiais do kit pedagógico;

Promover a integração do grupo e um espaço de convivência e troca entre os participantes;

Vivenciar ações pedagógicas visando:

· reflexões baseados nas demandas sobre as temáticas do projeto A Cor da Cultura;

· a condução da capacitação para a implementação do projeto A Cor da Cultura;

· o planejamento das ações capacitadoras levando em conta o universo dos educadores e as suas realidades


Focos:

§ Articulação da temática através da interação com os produtos d da sacola pedagógica.

§ A importância da Acolhida, escuta, sedução, construção coletiva de conhecimentos e ações político pedagógicas e envolvimento


Programação

Segunda, 28-06

14hPalestra e debate: CONCEPÇÕES E CONCEITOS

Prof Dr Valter Silvério

Nesta palestra esperamos que seja feito um panorama, inclusive, histórico dos diversos conceitos que a temática da lei 10639/03 sucita:Africanidades, Africanidades brasileiras, racismo, preconceitos, discriminação, identidade, diferença, branquitude, negritude, ação afirmativa, relações étnicorraciais, afro brasilidade...

15h30minJogo do Brasil

17h30minConferência: História(s) da África

Prof. Dr. Amauri Mendes e Profª Drª Monica Lima

Desejamos com esta mesa redonda promover uma reflexão sobre a pluralidade de concepções, de histórias da África ou das Áfricas, bem como acerca dos estereótipos e preconceitos relacionados a África, seus/suas descendentes

19hAvaliação escrita do encontro - Caixa de Sugestões

20hJantar



Terça, 29-06

10h30minPalestra Diáspora Africana

Profª Drª Denise Barata e Prof Dr Álvaro Nascimento

Desde do conceitual e panorâmica, pretendemos propiciar, com esta mesa, uma oportunidade de reflexões acerca da diáspora africana no mundo

12h30minAlmoço

Quarta, 30-06

16hPalestra: EDUCAÇÃO-CURRÍCULO E PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

Prof Drª Maria Batista Lima e Profª Drª Kiusam de Oliveira


A lei 10639-03 e 11645-08 são leis voltadas para o chão da escola, do sistema nacional de educação e assim pretendemos pensar como estas leis podem se capilarizar no cotidiano escolar pelo currículo e PPP

17h30minIntervalo

Quinta, 01-07

10h40minMesa Redonda: RELIGIOSIDADES

Sra Makota Valdina

Prof Dr Jairo Santiago

Profª DrªCristina Vital

Um dos pontos mais complexos no que se refere a historia e cultura africana e afro brasileira nas escolas é a questão da religiosidade.Neste sentido, pretendemos refletir acerca de tensões estereótipos preconceitos acerca das temáticas da religiosidade, da fé, da pluralidade religiosa e do caráter laico das escolas.

14h30minMesa Redonda: ETNOCIÊNCIA e AFRICANIDADES

Prof Dr Henrique Cunha Jr

Profª Drª Guadalupe Campos

Por muito tempo os/as afrobrasileiros/as tem sido invisibilizados/as no campo das ciências e tecnologias. Sendo assim, queremos com esta mesa redonda descortinar esta invisibilidade



17hintervalo

18h30Aula interativa:


Ará Ayó (Corpo Alegre): Corporeidade e Afrodescendência


Orientadora: Profa. Dra. Kiusam de Oliveira



Repensar o corpo tendo como base conceitos ancestrais afrobrasileiros é fundamental para todo profissional da educação que pretende desenvolver um trabalho que privilegie a temática das relações etnicorraciais. Neste sentido, colocar o corpo em movimento reflexivo ao som dos tambores e ao mesmo tempo compreender um pouco mais da mitologia dos nossos ancestrais é o caminho que proponho para esta interatividade.

20hAvaliação diária

20h30minJantar



Sexta, 02-07

8h30minMesa Redonda: AFRICANIDADES BRASILEIRAS

Prof Spirito Santo (musica)

Profª Drª Heloisa Pires(literatura infanto-juvenil)

Profª Drª Leda Martins (sistemas semióticos).

Prof Dr Joel Zito Araujo (cinema)

Essa mesa pretende apresentar as Africanidades Brasileiras e suas especificidades/singularidades em vários aspectos numa perspectiva teorica-interativa – lúdica -ilustrativa e didática.

12h30minAlmoço

14h30minMesa Redonda: INDICADORES SOCIAIS E DESIGUALDADES

Prof Dr Marcelo Paixão

Qual o papel dos indicadores sociais na luta contra o racismo, para que servem os dados? O que os dados revelam e dizem sobre as desigualdades étnicorraciais?Pretendemos com esta palestra refletir sobre estas e outras questões

16hPalestra: EXPOLIAÇÃO DA CULTURA AFRODESCENDENTE COMO MECANISMO DE CONSTRUÇÃO DA CULTURA BRASILEIRA

Profª Dra Lucia Silva

Numa abordagem crítico reflexiva, o titulo da palestra já é auto explicativo

17hintervalo

17h30minPalestra: MÍDIA, EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ETNICORRACIAIS

Prof Dr Julio Tavares

Continuando na vertente de abordagens criticas, reflexivas e informativas, esta palestra pretende discutir as implicações particulares de cada aspecto e a dialogia entre os três, mídia, educação e relações étnicorraciais



Sábado, 03-07

8h30minPalestra/debate: QUILOMBOS

Prof Dr Alex Ratts

Prof Dr Georgina Helena

Proª Drª Maria Auxiliadora

Questões como o que são as comunidades remanescentes de quilombos, onde estão localizadas, o que as caracteriza, como os valores civilizatórios afro brasileiros estão presentes nestas comunidades, quais as políticas publicas para estas comunidades? São algumas das questões a serem abordadas nesta mesa redonda...







Cordialmente

Azoilda Trindade

terça-feira, 15 de junho de 2010

KIUSAM DE OLIVEIRA EM PROGRAMA DE RÁDIO

ARPUB (Associação das Rádios Públicas do Brasil) e o MINC (Ministério da Cultura) selecionam os 40 melhores projetos do I Prêmio Roquette-Pinto com o objetivo de fomentar a produção de programas radiofônicos. Reunidos no dia 11 de junho, nas dependências da Radio MEC (RJ) escolheram entre tantos, o projeto chamado POVINHO DE KETU cuja autoria é de Kiusam de Oliveira. Em entrevista, a autora afirma a importância deste prêmio. "Estou muito feliz porque, mais uma vez consigo colocar como assunto do dia a temática das relações sócio-culturais e religiosas, da filosofia que envolve as pessoas que integram as comunidades de terreiro do candomblé de ketu. O mundo precisa conhecer os valores que regem este grupo, os princípios de vida e a cosmovisão africana e afrobrasileira". Conta que o título vem de uma coleção de livros infanto-juvenis feita há mais de 10 anos e que não publicou, com o intuito de disseminar o jeito de ser, de viver e de pensar do povo de Ketu, que é uma cidade africana fundada por Oxóssi, grande caçador africano, rei de Ketu. O projeto possui 6 programas de uma hora cada e contará com convidados para lá de interessantes. A cada dia, uma história do livro Omo-Obá: Histórias de Princesas, de Kiusam de Oliveira, será contada ao público. "A escolha deste projeto abrirá uma nova fase para os programas radiofônicos, informando a população sobre tema tão discriminados, tendo como foco, o público infantil, que é aquele capaz de transformar", diz Kiusam. Agora, é só esperar para conhecer a série de programas radiofônicos criados e dirigidos por Kiusam de Oliveira.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS EM DEBATE NO CEDEM/UNESP, 24 DE MAIO, 18 HORAS


 
Omo-Oba: Histórias de Princesas, Mazza edições - Belo Horizonte/MG – 2009, livro de Kiusam de Oliveira, com ilustrações de Josias Marinho (recomendado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ), será o centro do debate e da intervenção artística com Amélia Cardoso e Zequinha Mello, no próximo dia 24 de maio, segunda-feira às 18h30, promovido pelo CEDEM – Centro de Documentação e Memória da UNESP.

A autora apresenta seis mitos africanos que mostram como princesas se tornaram, mais tarde, rainhas. Essas histórias vêm de fontes tradicionais conhecidas, contadas e recontadas pelo povo africano (iorubano), muito divulgado nas comunidades de tradição ketu e afro-brasileiras, os quais são pouco conhecidos pelo público em geral. Kiusam procura reforçar e fortalecer os diferentes modos da personalidade feminina, visando o empoderamento de meninas e mulheres em suas descobertas pessoais, buscas e o desenvolvimento da auto-estima nas relações sócio-culturais.

Oiá e o búfalo interior; Oxum e seu mistério; Iemanjá e o poder da criação do mundo; Olocum e o segredo do fundo do oceano; Ajê Xalugá e o seu brilho intenso; Oduduá e a briga pelos sete anéis. São essas as histórias do livro que compõem o universo dos arquétipos femininos representados pelas protagonistas conhecidas como ORIXÁS (Ori = cabeça, Xá = senhor/protetor).

Expositora
Kiusam de Oliveira
Mestre em Psicologia e Doutora em Educação - USP
Pedagoga, Escritora, Contadora de Histórias, Bailarina e Assessora da Secretaria de Cultura e professora da rede municipal de ensino de Diadema/SP

Debatedores
Lucília Laura Pinheiro Lopes
Filósofa, Mestre em Ciência da Religião – Universidade Metodista de São Paulo/UMESP
Professora da UMESP

José Geraldo Neres
Escritor, Poeta, Roteirista, Dramaturgo e Produtor Cultural

Mediador
Oscar D´Ambrósio
Mestre em Artes – UNESP/Campus São Paulo
Crítico de Arte, Escritor, Jornalista e Coordenador de Imprensa/Reitoria da UNESP


PARTICIPE E CONVIDE OS SEUS AMIGOS!


Inscrições gratuitas c/ Sandra Santos pelo e-mail: ssantos@cedem.unesp.br

Data e horário: 24 de maio de 2010 (segunda-feira) às 18h30

Local: CEDEM/UNESP - Centro de Documentação e Memória

Praça da Sé, 108 - 1º andar - metrô Sé - (11) 3105 - 9903 - http://www.cedem.unesp.br/

Veja: http://www.mazzaedicoes.com.br/livroclip.php?lc=5

segunda-feira, 10 de maio de 2010

13 de MAIO: KIUSAM DE OLIVEIRA MINISTRANDO PALESTRA NA UNIVAP

Acompanhe os detalhes sobre palestra "Educação e Diversidade: Caminhos para uma Integração".

https://mail.google.com/mail/?shva=1#

AH, ESSAS CRIANÇAS - ENTREVISTA COM IASMIN DE OLIVEIRA PICELI

Aluna da primeira série da Escola Municipal Tarsila do Amaral, em Santo André.

EU: Qual o seu nome e idade?
ENTREVISTADA: Eu me chamo Iasmin de Oliveira Piceli e tenho seis anos.
EU: Você me disse que já tem o livro Omo-Oba, é verdade? Desde quando?
ENTREVISTADA: Sim, tenho ele desde que lançou.
EU: Você já leu o livro? Se sim, qual história mais gostou e por que?
ENTREVISTADA: Sim, eu li. A história que mais li é da princesa Olocum porque ela é linda, mora na água e é uma sereia.
EU: Você se considera uma Omo-Oba? Por que?
ENTREVISTADA: Sim, sou uma Omo-Oba porque penso que sou uma princesa e porque eu adoro a Olocum  e me pareço com ela e também eu tenho uma blusa da Omo-Oba.

domingo, 9 de maio de 2010

KIUSAM DE OLIVEIRA INTERPRETA OMO-OBA OXUM EM VÍDEO

Mês de maio, novo vídeo postado. Clique e assista. Esse vídeo é muito visto na rede Youtube, então eu o trouxe aqui para conhecerem. Foi gravado no SESC Pinheiros, parte do show Tecnomacumba de Rita Ribeiro, em abril de 2007. Nesse vídeo, interpreto a Omo-Oba Oxum.

UMA OMO-OBA (PRINCESA) TAMBÉM DEVE SER UMA GUERREIRA POLÍTICA

Assista entrevista com Chico Buarque falando sobre Racismo. Será um bom momento para você refletir sobre quem é branco neste país. Você é branco? Você é negro? Você é afrodescendente? Existe racismo no Brasil? Há necessidade de se trabalhar nas escolas projetos que valorizem as culturas de matriz africana? Livros como Omo-Oba são realmente necessários para pensar o empoderamento de meninas negras?

Reflita!!!

http://www.youtube.com/watch?v=sD2sjAw9mlM&feature=player_embedded

sábado, 8 de maio de 2010

REFLEXÕES SOBRE A CONTAÇÃO NO LAR SÃO JOSÉ

Impressionante este privilégio de poder circular por diversos lugares contando histórias do meu livro. Mas a cada vivência uma história que só reflete o quanto ainda precisamos, brancos e negros, trabalhar em prol da descolonização de nossas mentes e de uma educação anti-racista. Após a contação do mito "Ajê Xalugá e seu brilho intenso", fui para a roda de conversas com 23 crianças (9 adolescentes) que lá estavam. Pedi para citarem nomes de princesas conhecidas, eles citaram. Depois, solicitei para que me apontassem o que as princesas que eles citaram tinham em comum, e eles responderam "são todas brancas". Falei da existência de princesas negras e do quanto crianças duvidam até hoje disto. Uma criança levantou a mão pedindo a fala e disse: "Kiusam, tem essa coisa de ficarem chamando a gente de macaco, essas coisas assim". Eu disse: "Sim, esse apelidos..." e ele nem me deixou continuar, dizendo "não são apelidos, são xingamentos". Uma jovem imediatamente disse "a gente vive sofrendo bulling" ao que outra disse "isso é preconceito", e outra respondeu "isso é RACISMO". Em seguida, um garotinho disse com todas as letras "Aqui, os adultos xingam a gente de macaco, lixo, favelado, preto fedido" e eu como não poderia deixar de lado tal informação despejei: "Racismo é crime, passível de cadeia. Vocês são menores de idade e para concretizar o boletim de ocorrência, deverão comparecer a uma delegacia com um adulto e de preferência, com testemunhas". Pelo brilho no olhar dos jovens, dei-lhes uma informação preciosa e saberão muito bem fazer uso dela. É triste termos que lidar, em pleno século XXI, com crianças e jovens precisando receber este tipo de informação a fim de poderem preservar a altivez e a nobreza já não mais tão presente naqueles corpos negros.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

LAR SÃO JOSÉ PROMOVE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COM KIUSAM DE OLIVEIRA

Veja o link.

Neste dia, terei a participação especial do grande bonequeiro e manipulador de bonecos Robson de Souza.

http://www.diadema.sp.gov.br/apache2-default/

AGENDA OMO-OBA DO MÊS DE MAIO

O mês de maio tem programação especial com a participação de Kiusam de Oliveira. Acompanhe no site da prefeitura de Diadema e veja programação completa que está belíssima. Aqui, você acompanhará minhas participações.

Veja na contra capa do mês, destaque que deram para mim, tem foto e um resuminho de minha vida. Obrigada, Secretaria de Cultura. Obrigada secretária Regina Ponce pela confiança em meu trabalho. Obrigada Diadema.

WORKSHOP DE DANÇA AFRO CONTEMPORÂNEA com Cia Igbá-Iwà de Dança Afrobrasileira, dirigida por Kiusam de Oliveira. Companhia de dança formada por moradores de Diadema e professoras da rede municipal de ensino. QUANDO? 14/05, sexta, 19 horas. LOCAL:  Centro Cultural Eldorado - Rua Frei Ambrósio de Oliveira Luz, 55 - Eldorado - Fone: 4059-5146 - Email: bbeldorado@diadema.sp.gov.br

CINEMA EM DEBATE: EXISTE RACISMO NO BRASIL, com Kiusam de Oliveira. FILME: As Aventuras de Azur e Asmar. Direção Michel Ocelot - França - 2005, 99 minutos. QUANDO? 15/05, sábado, 15 horas, após o filme debate com as crianças. FILME: Vista a Minha Pele. Direção de Joel Zito Araújo - Brasil - 2003 - Ficção, 15 minutos. QUANDO? 15/05, sábado, 17 horas, após o filme debate com os adultos. LOCAL: Cine Eldorado - Rua Frei Ambrósio de Oliveira Luz, 55 - Eldorado - Fone: 4059-5146 - Email: bbeldorado@diadema.sp.gov.br .

WORKSHOP: RITMO AFRO PARA CRIANÇAS, com Kiusam de Oliveira. Bailarina e pedagoga apresenta ao público a arte da dança africana por meio de atividades lúdicas. Percussão ao vivo, com inscrições antecipadas. Público alvo: crianças de 07 a 13 anos. QUANDO? 22/05, sábado, 15 horas. LOCAL: Centro Cultural Taboão - Av. D. João VI, 1393 - Taboão - Fone: 4077-1643 - Email: cctaboao@diadema.sp.gov.br

CULTURA NA RUA: Projeto itinerante que tem como objetivo colocar em cena diversas atividades artísticas, levando diversidade e a riqueza da produção cultural para as cinco regiões da cidade. LITERATURA: Contação de História com Kiusam de Oliveira "Ajê Xalugá e seu brilho intenso", mito da tradição iorubana. QUANDO? 29/05, sábado, das 14h às 18 horas. LOCAL: Rua Jatobá - Sapopemba / Eldorado

TEM CULTURA EM TODO O CANTO: Projeto desenvolvido para atender os diversos setores da Prefeitura e entidades que realizam trabalhos sociais. Tem como objetivo sensibilizar, proporcionar momentos de lazer e apresentar o trabalho realizado pela Secretaria de Cultura. CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS com Kiusam de Oliveira. História "Ajê Xalugá e seu brilho intenso" com Teatro de Sombras. QUANDO? 08/05m sábado, 14 horas. LOCAL: Lar São José - Rua Luiza Maria Nogueira, 180 - Jd. Paineiras.

LITERATURA, com Kiusam de Oliveira "Ajê Xalugá e seu brilho intenso", com Teatro de Sombras. QUANDO? 19/05, quarta, 10 horas. LOCAL: Biblioteca Interativa de Inclusão Nogueira. LOCAL: Rua Bernardo Lobo, 263 - Vila Nogueira - Fone: 4071-9300 - Email: ccvilanogueira@diadema.sp.gov.br

LITERATURA, com Kiusam de Oliveira "Ajê Xalugá e seu brilho intenso", com Teatro de Sombras. QUANDO? 27/05, quinta, 15 horas. LOCAL: Biblioteca Serraria - Rua Guarani, 735 - Serraria. Fone: 4043-3446 - Email: bbserraria@diadema.sp.gov.br

WORKSHOP DANÇA AFRO CONTEMPORÂNEA, com Cia Igbá-Iwà de Dança Afrobrasileira, direção de Kiusam de Oliveira. QUANDO? 20/05, quinta, 15 horas. LOCAL: Centro Cultural Promissão - Rua Pau do Café, 1500 - Jd. Promissão - Fone: 4066-5454 - Email: ccpromissao@diadema.sp.gov.br

O RETORNO DE UMA LEITORA

Na noite do dia 05 de maio, fui à abertura da exposição Emblemas Afro Baianos de Rubem Valentim, com curadoria de Emanuel Araújo, numa parceria da Secretaria de Cultura de Diadema com o Governo de São Paulo e o Museu Afro Brasil. No meio de tantas obras de artes lindas, fui chamada num cantinho pelo MC Levy, presidente da Zulu Nation Brasil. Ele me apresentou uma mulher, Cláudia, mulher negra de grande valor e ela surpresa me disse: "É você Kiusam de Oliveira? É você a pessoa que escreveu Omo-Oba: Histórias de Princesas". Eu respondi afirmativamente e ele me disse: "Você não sabe o prazer que sinto por conhecê-la. Eu sou uma munícipe e usuária das bibliotecas do município. Todos os dias leio seu livro e algum outro. Mas vou te dizer: que história triste aquela da Olocum. Você viu o que o namorado dela fez? Ele contou o segredo dela que ela, em confiaçã havia contado para ele. Ele contou o segredo dela para todo mundo e Olocum virou motivo de gozação. Eu acho essa história muito triste." E eu lhe disse: "Pois bem, é o comportamento masculino que está em voga nesta história. Será que todo o homem é incapaz de guardar um segredo? Mas também´é importante pensar, porque você se emociona tanto com essa história. Com certeza, já viveu algo semelhante". Ao que ela respondeu: "Sim, dormi com um rapaz que no dia seguinte contou para toda a vila onde moro. Isso não é certo". "Eu também acho isso" - respondi. "E é para isso também que servem as histórias contadas em livros: para que possamos discutir o certo e o errado, o que nos magoa, muito obrigada por ler tanto meu livro". Ao que ela respondeu: "Obrigada por ter escrito livro tão bonito". Eu perguntei: "Você é uma omo-oba"? Ao que ela respondeu: "Eu sei que sou uma princesa".

quarta-feira, 28 de abril de 2010

OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS NO CANAL FUTURA

A Fundação Roberto Marinho está negociando com a Mazza Edições a exibição em sua programação do livro Omo-Oba: Histórias de Princesas da autora Kiusam de Oliveira, em forma de animação. Tal negociação também implica na veiculação do livro no formato DVD dentro do kit do projeto A Cor Da Cultura, muito divulgado no Brasil para a implementação da Lei 10.639/03 que obriga o ensino da História da África e da Cultura Afrobrasileira em todas as escolas do país. Vamos aguardar as novidades.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

OUTRAS PALAVRAS-POÉTICAS ANDREENSES APRESENTAÇÃO

Trocas artísticas; contando com recorte de autores (as) nascidos, moradores e trabalhadores de Santo André. Diálogo entre as diversas realidades poéticas. Palavras & trocas artísticas, leituras, performace, intervenção musical, poesia, dança. Diálogo multi-linguagem a abordar e desdobrar o corpo, a cidade, os outros corpos, a cidade de Santo André.

CONVIDADOS:


EDSON BUENO DE CAMARGO (http://umalagartadefogo.blogspot.com),
HÉLIO NÉRI - (http://helioneri.blogspot.com),
HENRIQUE KRISPIM - (http://www.myspace.com/henriquekrispim),
JOSÉ GERALDO NERES - http://neres-outrossilencios.blogspot.com
JUREMA BARRETO DE SOUZA - (http://revistacigarra.blogspot.com),
KIUSAM DE OLIVEIRA - (http://www.omo-oba-historiasdeprincesas.blogspot.com)
NEUZZA PINHEIRO - (www.myspace.com/neuzapinheiro),
PROJETO AURORA (Roteiro e Concepção: PIERINA BALLARINI E HENRIQUE RISHI - (www.myspace.com/projetoaurora),
ZHÔ BERTHOLINI - (http://revistacigarra.blogspot.com).

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL:
LIA CORDONI - (http://www.myspace.com/liacordoni)- CD “SAMBA-FUSÃO”


PÚBLICO ALVO
Jovens maiores de 16 anos.

INFORMAÇÕES
Local: CASA DA PALAVRA – ESCOLA LIVRE DE LITERATURA
PRAÇA DO CARMO, 171, CENTRO – SANTO ANDRÉ, SP.
TELEFONE: (11) 4992-7218

DIA: SEXTA-FEIRA, 23 de Abril de 2010.

domingo, 11 de abril de 2010

ASSISTA AOS MEUS VÍDEOS

Enquanto se atualizam sobre os caminhos de Omo-Oba: Histórias de Princesas, poderão também curtir vídeos em que me faço presente.

Na parte de cima do blog tem um campo chamado Barra de Vídeos. Clic lá e assista. Durante todo o mês de abril, poderão assistir Kiusam de Oliveira a convite da Banda Ladodalua, interpretando a música Saudade das Minas.

Detalhe: eu não sabia que Dalua me faria o convite. Estava eu na plateia do Teatro do SESI da Avenida Paulista, quando ele me anunciou. Pura adrenalina.

O que verão foi fruto do inusitado. Compreendam.

sábado, 10 de abril de 2010

JÁ ENCOMENDOU SEU LIVRO OMO-OBA? NÃO? ENTÃO ENCOMENDE!

Preço sugerido: R$28,00

Omo-Oba é uma ótima pedida para presentear crianças de todas as idades, todas mesmo, de 0 a 100 anos. É voltado para você que se preocupa em revelar às suas crianças a diversidade presente neste país e o quanto ela deve ser valorizada.

As histórias deste livro mostram como princesas se tornaram, mais tarde, rainhas. São histórias de fontes tradicionais contadas e recontadas pelo povo africano e afrobrasileiro, nas quais uma mulher chamada Oduduwá criou o planeta Terra e, se uma mulher teve esta capacidade, o poder certamente está com ela.

Ceará
Littere Editora
Rua Capitão Hugo Bezerra, 376, Barroso, Fortaleza
Fone: (85) 3274-0111

Goiás
MF Comércio de Livros LTDA
Rua Setenta, 124, Centro, Goiânia
Fone: (62) 3224-0272

Rio de Janeiro
ECM Distribuidora de Livros LTDA
Rua Pareto, 23, Tijuca, Rio de Janeiro
Fone: (21) 2264-2815

São Paulo
Casa de Livros
Rua Vitorino de Morais, 44, Chácara Santo Antônio, São Paulo
(11) 5189-8080

Minas Gerais
Mazza Edições
Fone: (31) 3481-0591
edmazza@uai.com.br

Também poderá comprar nas livrarias online como http://www.saraiva.com.br/,  mas a entrega demora cerca de 16 dias, conforme eles informam no próprio site.

A GRIOT QUE SE MANIFESTA

Recentemente, fui liberada pela Secretaria de Educação de Diadema para desenvolver um trabalho na Secretaria de Cultura do mesmo município. Fiquei lisonjeada pelo convite da secretária de Cultura, Regina Ponce e sua equipe, por terem me recebido com os braços abertos. Uma das ações que a secretária me incumbiu, foi de agendar contações das minhas histórias nos centros culturais, bibliotecas e instituições do município.

Estou preparando, junto ao artista plástico Robson Souza, ator manipulador de bonecos e bonequeiro, kits com diversas técnicas para as contações. Grande pesquisador na área, tem estudado comigo as melhores técnicas para contação das histórias contidas no Omo-Obá.

Estamos preparando os bonecos de duas das histórias: Oiá e Ajê Xalugá, respectivamente em marionetes e teatro de sombras.

Será desta forma que farei minhas andanças por Diadema: contando minhas histórias com a participação ativa dos bonecos e bonecas.

Acompanhem agenda.

FUNDAÇÃO BUNGE RECOMENDA OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS

Na seção TOQUES DE CIDADANIA, da Fundação Bunge, junto com a recomendação do livro de Cora Coralina, está Omo-Obá: Histórias de Princesas.

Confira também a recomendação da Fundação Bunge.

http://www.fundacaobunge.org.br/uploads/jornal_cidadania/jc_51.pdf

MARIA MAZZARELLO, A MAZZA, AGRADECE KIUSAM DE OLIVEIRA E JOSIAS MARINHO

Pela recomendação da FNLIJ, Mazza parabeniza autora e ilustrador pelo feito. É a primneira vez que um livro de sua editora recebe esta indicação. É muita emoção.

Confira:

http://www.mazzaedicoes.com.br/

OXUM E SEU MISTÉRIO

"As abelhas, encantadas com a beleza de Oxum e com a delicadeza com que havia feito o pedido, abriram uma fenda na colmeia e o mel começou a escorrer. O mel brilhante como o ouro que escorria nas mãos de Oxum era passado na boca do menino Ogum, que estava adorando toda a doçura. Oxum cantava: - Tome o mel, meu amigo, mas venha para a cidade comigo".

Desde menina, o ser feminino aprende a traçar estratégias para conseguir o que quer do ser masculino. Manipula sua inteligência e ainda o faz acreditar que ele é quem está no comando do jogo. A mulher é assim e aprendera com esta grande ancestral, Oxum. Com a doçura demonstrada, sempre acompanhada pelo mel, esconde sua personalidade geniosa e emblemática. Ela vai assim, como as águas de um rio: uma hora calma, em outra, furiosa. Jeito de ser feminino... jeito estratégico de ser e estar mulher numa sociedade que se sabe machista.

Ilustração: Josias Marinho

OIÁ E O BÚFALO INTERIOR

"Toda menina, toda mocinha e toda mulher têm dentro de si a força e o poder de um animal selvagem sagrado que, em certos momentos, devem ser colocados para fora, devem explodir para o universo com a mensagem de que fazemos para de tudo isto."

Quando digo "fazemos parte de tudo isto" refiro-me à nós, mulheres que vivemos intensamente apesar da configuração machista e sexista posta pela sociedade em que vivemos. Um dos problemas que tenho enfrentado em meu trabalho como educadora e que a contemporaneidade trouxe, é que meninas cada vez mais novas estão precisando resgatar a auto estima feminina no sentido da não vulgarização do ser mulher.

A criança negra e sua identidade deteriodada pelas ações constantes do racismo, necessitam conhecer heróis e heroínas negros e o valor de sua ancestralidade africana, para que assim, possa ter orgulho de ser quem é. Oiá, também conhecida por Iansã, foi uma grande mulher. Guerreira e mãe de 16 filhos, os criou para a autonomia. E ela mesma, independente que era, lutou com todas as forças contra o machismo da época.

Ilustração: Josias Marinho

LUZIR EVENTOS FAZ CHAMADA PARA LANÇAMENTO DE OMO-OBA

A Luzir Produções Culturais tem a honra de convidá-lo(a) (s) para atividades do Projeto Identidade Negra, que visa fomentar ações culturais e pedagógicas sobre a questão étnica no Brasil.




O evento, gratuito, tem como objetivo difundir a cultura negra e as questão relacionadas a Lei 10.639/03 (que inclui no currículo oficial da rede de Ensino a obrigatoriedade da temática da Historia e Cultura Afro-brasileira)



LITERATURA INFANTO-JUVENIL / LANÇAMENTO

Encontro com a Autora Prof. Dra. Kiusam de Oliveira/SP

Convidados: Prof. Dr. Henrique Cunha Junior (Universidade Federal do Ceará) e Regina Ponce (Secretária de Cultura de Diadema/SP.
Lançando seu livro Omo-Obá: Histórias de Princesas, Mazza Edições, 2009, ilustrado por Josias Marinho, a autora e militante paulista vem falar sobre seu processo de criação e a importância da apresentação de um referencial negro positivo para meninas de todos os tempo. Apresentará seis princesas negras: Oiá, Oxum, Iemanjá, Olocum, Ajê Xalugá e Oduduá, abordando assim o contexto nacional voltado para as questões da corporeidade afro-brasileira, das relações étnico-raciais e de gênero. (Mazza Edições http://www.mazzaedicoes.com.br/ Assista o livro Clip: http://www.mazzaedicoes.com.br/livroclip.php?lc=5 )


A Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) recomenda o livro OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS para Feira Internacional de Bolonha/2010. http://www.fnlij.org.br/imagens/primeira%20pagina/2010/Bolonha2010.pdf


MÚSICA

Samba De Rosas/CE – Projeto Armazem do Som
“As Rosas Cantam o Mar” é o novo espetáculo do grupo Samba de Rosas que se baseia em dois elementos cênicos conceituais: o mar como fonte de vida, fazendo um paralelo com o universo feminino e o samba como elemento da festa popular poética no intuito de se estabelecer, através do domínio cênico teatral, um estado de festa tanto a quem encena como a quem assiste, numa espécie de celebração à vida, especificamente a vida inspirada e experimentada através do mar. (http://www.myspace.com/sambaderosas )


DANÇA Inscrição R$ 20,00
Workshop de Dança Afro-Contemporânea / 1h
Com: Kiusam de Oliveira / Percussão: Marcello Santos

A dança afro promove a possibilidade de repensar a construção do corpo numa sociedade racista e sexista e que procura padronizar, sob pressupostos europeus, uma corporeidade desumanizada, que desconsidera a diversidade. Isto ocorre porque ela é, antes de tudo, uma ferramenta para o empoderamento e para a libertação.

Curriculo Resumido Prof Dra. Kiusam Oliveira:
Doutora em Educação e Mestre em Psicologia (USP)
Assessora nas temáticas das relações étnico-racial e de gênero das secretarias de Educação e Cultura de Diadema/SP
Dançarina do show Tecnomacumba, de Rita Ribeiro
Diretora do Espetáculo Igbá-Iwà: O feminino na criação do Universo

Informações e inscrições: (85) 3087.6961 / 8725.7286
Juliana Holanda
Produtora Executiva

_______________________________

Luzir Gestão de Eventos & Marketing LTDA.

www.luzireventos.com

Rua Pedro Borges, 33 sala 925 - Centro Ed. Palacio Do Progresso

Tel: + 55 85 3087-6961 / 8725-7286e: julianaholandaeventos

OMO-OBA RECOMENDADO PELA FUNDAÇÃO NACIONAL DO LIVRO INFANTIL E JUVENIL

Motivo de grande alegria ter meu primeiro livro publicado recomendado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil no catálogo FNLIJ's Selection 47th Bologna Children's Book Fair 2010 - Brazilian writers, illustrators and publishers, in  the Brazilian Section of iBbY. Parabéns a Mazza Edições e Josias Marinho por terem me ajudado a realizar um sonho ainda nem sonhado.

Veja catálogo na íntegra. Meu livro está apontado na seção Retold Stories.

 http://www.fnlij.org.br/imagens/primeira%20pagina/2010/Bolonha2010.pdf

RANKING DE OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS

Acompanhem: no site do "Livroclip: O Livro Animado na Sala de Aula" Omo-Oba está entre os dez mais acessados.

www.livroclip.com.br/?acao=novidades&cod_not=197
 
No site da ONG ECOFUTURO, Omo-Oba: Histórias de Princesas ocupa o primeiro lugar. Acompanhe:

1° OMO-OBA, histórias de princesas · 2°Jogo Ler é Preciso ... O LivroClip é uma mídia gratuita e interativa para incentivo à leitura e apoio ao professor na ...

www.ecofuturo.org.br/jogo-do-ler-e-preciso-e-o-2o-livroclip-mais-visitado-da-web - Em cache

MAZZA EDIÇÕES LANÇA LIVROCLIP DE OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS

Veja a animação de uma das histórias contidas no livro. A animação escolhida foi da história que me é mais cara "Oiá e o búfalo interior".

Acompanhe na Mazza Edições:

http://www.mazzaedicoes.com.br/livroclip.php?lc=5

E confira no site do Livroclip:

http://www.livroclip.com.br/index.php?

QUEM É QUEM?

Veja algumas referências minhas e do ilustrador Josias Marinho.

OMO-OBA: HISTÓRIAS DE PRINCESAS CHEGA AO PÚBLICO

Lançado, no final de 2009, o livro Omo-Oba: Histórias de Princesas, autoria de Kiusam de Oliveira ao mercado de livros brasileiros. Com o objetivo de empoderar meninas de todos os tempos, o livro reconta mitos iorubanos fundamentais para os processos de reconstrução da auto estima deteriorada por conta do preconceito, do racismo. No livro, seis mitos são apresentados ao público: Oiá e p búfalo interior, Oxum e seu mistério, Iemanjá e o poder da criação do mundo, Olocum e o segredo do fundo do oceano, Ajê Xalugá e o seu brilho intenso e Oduduá e a briga pelos sete aneis. Mazza Edições. Ilustrações de Josias Marinho.