Loading...

Pesquisar este blog

Páginas

sábado, 10 de abril de 2010

OXUM E SEU MISTÉRIO

"As abelhas, encantadas com a beleza de Oxum e com a delicadeza com que havia feito o pedido, abriram uma fenda na colmeia e o mel começou a escorrer. O mel brilhante como o ouro que escorria nas mãos de Oxum era passado na boca do menino Ogum, que estava adorando toda a doçura. Oxum cantava: - Tome o mel, meu amigo, mas venha para a cidade comigo".

Desde menina, o ser feminino aprende a traçar estratégias para conseguir o que quer do ser masculino. Manipula sua inteligência e ainda o faz acreditar que ele é quem está no comando do jogo. A mulher é assim e aprendera com esta grande ancestral, Oxum. Com a doçura demonstrada, sempre acompanhada pelo mel, esconde sua personalidade geniosa e emblemática. Ela vai assim, como as águas de um rio: uma hora calma, em outra, furiosa. Jeito de ser feminino... jeito estratégico de ser e estar mulher numa sociedade que se sabe machista.

Ilustração: Josias Marinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário